Ar-condicionado portátil cabe na mochila, funciona com água e gasta menos energia

Imagine um equipamento portátil, ecologicamente correto, que não exija custos de instalação e que possa ser alimentado com água. Apesar de parecer algo puramente imaginário, uma startup russa está tornando isso realidade com o Evapolar.

O produto nasceu de um projeto de crowdfunding e já arrecadou US$ 382 mil em investimentos pelo site da campanha de financiamento de coletivo. A quantia representa 259% do que a empresa precisava para colocar o plano em prática, segundo informou o site Olhar Digital.

O Evapolar tem formato de caixa quadrada, pesa 1,6 kg e tem dimensões de 16 cm. O reservatório de água tem capacidade para 710 ml e precisa ser alimentado a cada 6 ou 8 horas. O consumo de energia é de no máximo 10W e o poder de resfriamento é de 500W com temperatura mínima de 17ºC.

Funciona assim: nanofibras de basalto atuam no processo de evaporação da água, que é resfriada pelo equipamento ligado à tomada. Quando a água do reservatório acaba, o produto opera como um ventilador convencional. Assim, não há o uso de gás freon, tóxico ao meio ambiente.

A manutenção é simples e feita apenas cerca de uma vez por ano (a cada oito meses) e para isso é preciso substituir o cartucho de evaporação. A duração do componente varia de acordo com o uso do aparelho e a qualidade da água inserida. O produto já vem com um cartucho extra e outros mais podem ser adquiridos diretamente com a empresa por US$ 20.

O preço do produto oficial para mercado é de US$ 250, mas ele pode ser adquirido por US$ 179 até o final da campanha de financiamento. Há também promoção para a aquisição de duas unidades em que o preço final sai por US$ 289. Há opções mais caras que incluem a personalização do produto em cores diferentes das oferecidas (branca e preta) e opções com pacotes de 10 e 25 unidades.

evapolar 2

Para quem quiser apenas colaborar com a campanha é possível doar valores mínimos de US$ 5. Os valores já incluem o frete de envio para o mundo inteiro. Não há informações sobre outras cobranças referentes à taxas e tributos de importação.

Potência vs praticidade

Na análise com outros tipos de ar-condicionado, é possível perceber que a potência do produto é menor do que modelos convencionais. O portátil da Comfee MPS-09CRV, por exemplo, tem 9.000 BTUs e potência de até 970W, quase o dobro do que os 500W do Evapolar. Já o modelo Split VE07F, da Electrolux, com 7.000 BTUs, oferece apenas 637W.

Se nos critérios de potência o Evapolar não bate a concorrência tradicional, nas características de praticidade e gastos, a briga com a nova tecnologia chega a ser desleal. Não há custos de instalação, o consumo de energia elétrica é menor e o produto pode ser levado para qualquer lugar já que cabe até mesmo em uma mochila.

O vídeo abaixo demonstra como funciona o produto:

Fonte: EcoD

Comentários

Mais Lidas

Técnicas de plantio, manejo e colheita para estimular o cultivo e consumo de hortaliças. Esses conceitos são detalhados na cartilha Horta em Casa. A iniciativa é de profission
29/04/2015
Uma casa sustentável definida como ”padrão europeu” chamou a atenção dos moradores de Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul. A construção foi feita em apenas seis d
04/07/2016
A bioconstrução se baseia no princípio de que é possível construir tendo um impacto ambiental muito baixo. Para promover este conceito e apresentar técnicas práticas, o Mini
04/02/2016
Andar de bicicleta é uma tendência mundial. Pode reparar que esta aumentando o número de ciclistas, principalmente nas grandes cidades. E olha só esta novidade: uma ciclovia gi
16/12/2015

Ultimas Notícias

O consumo crescente de antidepressivos tem um efeito colateral preocupante no meio ambiente: a maior exposição de animais marinhos ao acúmulo dessas substâncias químicas nas
05/09/2017
O arquiteto italiano Giancarlo Zema projetou uma casa um pouco diferente das que estamos acostumados a ver. Batizada de “WaterNest 100”, ela é uma casa circular flutuante, ou
01/09/2017
Nessas últimas semanas, a Floresta Amazônica ganhou os holofotes por conta de novas determinações do governo federal que, em 24 de agosto de 2017, publicou uma revogação do d
01/09/2017
Um total de 1.559 municípios brasileiros (quase 30% do total) recorreram aos lixões a céu aberto em 2016, o que significa que pela primeira vez em sete anos, desde a criação d
01/09/2017

Facebook

Twitter

660 people follow ecoguiabr
PPFEnergia PPFEnerg MariannaWilken Marianna vncbhz vncbhz sdf_fashion sdf_fash giovanetoledo giovanet EvertonLang1 EvertonL IngriddeFreit15 Ingridde somoslatribu_ somoslat gestor_fabio gestor_f dparroyo dparroyo EPSeReciclavel EPSeReci gui_am_ gui_am_

Google+