Bairro renasce das cinzas com agricultura urbana nos EUA

06/01/2017
Fonte:

Você já sonhou em plantar sua própria horta caseira? Pois um bairro inteiro na cidade de Detroit, nos Estados Unidos, resolveu arregaçar as mangas e pôr as mãos na terra. Os moradores de North End, região central da cidade, se uniram para criar o primeiro bairro urbano agrícola dos Estados Unidos.

Projetos de horta urbana têm ganhado fôlego no país, mas em North End o negócio ganhou contornos mais radicais, baseado em um modelo alternativo de crescimento de bairros que posiciona a agricultura no centro do desenvolvimento de uso misto. O foco é unir agricultura local, residências, lazer, trabalho e todas as amenidades da vida em cidade.

No coração do bairro, em meio ao que antes eram casas abandonadas e terra vaga, cresce uma horta de 30 mil metros quadrados, o equivalente a quatro campos de futebol. Dessa estrutura verdejante saem 300 variedade de vegetais frescos, que abastecem gratuitamente 2 000 famílias e igrejas locais.

A Queda

Nada disso aconteceu da noite para o dia, claro. North End fora outrora um bairro próspero com construções de alto padrão, comércio efervescente e vida noturna agitada. Nos pós-guerra, ganhou fama ao concentrar a elite da cidade, atraindo celebridades como Aretha Franklin, Smokey Robinson e Diana Ross.

Nos anos 90, porém, o bairro entrou em queda livre com o declínio da indústria mobilística que atingiu em cheio a cidade de Detroit, motor do setor. Nos anos seguintes, uma série de más gestões de prefeitos associadas à crise financeira de 2008 levaram a cidade símbolo do poder industrial americano a declarar falência.

Empregos sumiram e levaram consigo muitas famílias que se mudaram em busca de oportunidades. Alguns bairros tornaram-se fantasmas enquanto em outros, como Nothe End, só ficaram as populações mais pobres, entregues à própria sorte.

O Renascimento

Finalmente, em 2014, o então recém-eleito prefeito da cidade Mike Duggan se comprometeu com revitalização da cidade, começando pelo bairro de North End. A ideia da revitalização verde nasceu em conjunto com os próprios moradores, mas ganhou corpo mesmo foi com o apoio da The Michigan Urban Farming Initiative (ou simplesmente Mufi), organização não-governamental criada pela Universidade de Michigan.

detroit-2

Desde 2012, a organização, que é focada em agricultura urbana de impacto social, vem ajudando a mobilizar investimentos e voluntários para o projeto. E isso fez toda a diferença. Nos últimos quatro anos, mais de 8 mil pessoas contribuíram coletivamente com mais de 80 mil horas de trabalho que, somados aos investimentos feitos por instituições e empresas, equivalem a cerca de US$ 4 milhões.

Além do desenvolvimento da área de cultivo, a empreitada também envolveu a reforma de dois prédios da região que agora servem de centro de educação sobre agricultura urbana e projetos socioculturais voltados para a vida comunitária.

“Nós crescemos de uma horta urbana que fornece produtos frescos para nossos moradores para um campus agrícola diversificado que ajudou a sustentar o bairro e que atraiu novos residentes e investimentos na área”, disse Tyson Gersh, presidente da Mufi, em comunicado da ONG.

Segundo ele, há uma demanda crescente de pessoas que querem viver no bairro agrícola, que parte de uma tendência maior em curso em todo o país de pessoas redefinindo como a vida no ambiente urbano deve ser.

“Oferecemos uma experiência única para quem quer viver em espaços interessantes com uma mistura de residencial, comercial, mobilidade e agricultura”, explica.

Sem dúvida, o sucesso dessa investida verde lança um sinal claro a respeito do potencial de renovação que as hortas urbanas comunitárias representam para todas as cidades.

Fonte: Exame.com, por Vanessa Barbosa

Comentários

Mais Lidas

Técnicas de plantio, manejo e colheita para estimular o cultivo e consumo de hortaliças. Esses conceitos são detalhados na cartilha Horta em Casa. A iniciativa é de profission
29/04/2015
Uma casa sustentável definida como ”padrão europeu” chamou a atenção dos moradores de Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul. A construção foi feita em apenas seis d
04/07/2016
A bioconstrução se baseia no princípio de que é possível construir tendo um impacto ambiental muito baixo. Para promover este conceito e apresentar técnicas práticas, o Mini
04/02/2016
Andar de bicicleta é uma tendência mundial. Pode reparar que esta aumentando o número de ciclistas, principalmente nas grandes cidades. E olha só esta novidade: uma ciclovia gi
16/12/2015

Ultimas Notícias

O consumo crescente de antidepressivos tem um efeito colateral preocupante no meio ambiente: a maior exposição de animais marinhos ao acúmulo dessas substâncias químicas nas
05/09/2017
O arquiteto italiano Giancarlo Zema projetou uma casa um pouco diferente das que estamos acostumados a ver. Batizada de “WaterNest 100”, ela é uma casa circular flutuante, ou
01/09/2017
Nessas últimas semanas, a Floresta Amazônica ganhou os holofotes por conta de novas determinações do governo federal que, em 24 de agosto de 2017, publicou uma revogação do d
01/09/2017
Um total de 1.559 municípios brasileiros (quase 30% do total) recorreram aos lixões a céu aberto em 2016, o que significa que pela primeira vez em sete anos, desde a criação d
01/09/2017

Facebook

Twitter

661 people follow ecoguiabr
vncbhz vncbhz sdf_fashion sdf_fash giovanetoledo giovanet EvertonLang1 EvertonL IngriddeFreit15 Ingridde somoslatribu_ somoslat gestor_fabio gestor_f dparroyo dparroyo EPSeReciclavel EPSeReci gui_am_ gui_am_ Mariaparreira Mariapar eltonmartinsg12 eltonmar

Google+