Brasil permite consumo de 14 agrotóxicos proibidos mundialmente

agrotoxico
02/03/2016
Fonte:

O Brasil é o maior importador de agrotóxicos do planeta e permite o consumo de pelo menos 14 tipos de substâncias que já são proibidas no mundo, por oferecerem comprovados riscos à saúde humana. Só em 2013 foram consumidos um bilhão de litros de veneno pela população, o que representa um mercado ascendente de R$ 8 bilhões.

Na lista de “proibidos no exterior e ainda em uso no Brasil” estão Tricolfon, Cihexatina, Abamectina, Acefato, Carbofuran, Forato, Fosmete, Lactofen, Parationa Metílica e Thiram. Sem contar as substâncias que já foram proibidas por Lei – por estarem ligadas ao desenvolvimento de câncer e outras doenças de fundo neurológico, hepático, respiratório, renal ou genético -, mas que continuam em uso nas fazendas brasileiras por falta de fiscalização.

“São lixos tóxicos na União Europeia e nos Estados Unidos. O Brasil lamentavelmente os aceita”, disse a toxicologista Márcia Sarpa de Campos Mello, da Unidade técnica de Exposição Ocupacional e Ambiental do Instituto Nacional do Câncer, em entrevista ao portal de notícias IG.

Ela explica que o perigo de contaminação está na ingestão desses alimentos, mas também no ar, na água e na terra, o que torna o problema ainda mais grave. Produtos primários e secundários que fazem parte de nossa cadeia alimentar representam grande risco de contaminação.

Pesquisadores da Universidade Federal do Mato Grosso analisaram 62 amostras de leite materno e encontraram, em 44% delas, vestígios de um agrotóxico já banido, chamado Endosulfan, conhecido por prejudicar os sistemas reprodutivo e endócrino. Além disso, também foram identificados outros venenos, ainda não banidos — é o caso do DDT, presente em 100% dos casos.

Nesta mesma pesquisa, conduzida pelo professor Wanderlei Pignati, concluiu-se que em um espaço de dez anos os casos de câncer por 10 mil habitantes saltaram de 3 para 40. Além disso, os problemas de malformação por mil recém nascidos saltaram de 5 para 20. Assustador, para dizer o mínimo.

Fonte: The Greenest Post

Comentários

Mais Lidas

Técnicas de plantio, manejo e colheita para estimular o cultivo e consumo de hortaliças. Esses conceitos são detalhados na cartilha Horta em Casa. A iniciativa é de profission
29/04/2015
Uma casa sustentável definida como ”padrão europeu” chamou a atenção dos moradores de Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul. A construção foi feita em apenas seis d
04/07/2016
A bioconstrução se baseia no princípio de que é possível construir tendo um impacto ambiental muito baixo. Para promover este conceito e apresentar técnicas práticas, o Mini
04/02/2016
Andar de bicicleta é uma tendência mundial. Pode reparar que esta aumentando o número de ciclistas, principalmente nas grandes cidades. E olha só esta novidade: uma ciclovia gi
16/12/2015

Ultimas Notícias

A cidade de Aparecida, localizada na região administrativa de São José dos Campos, anunciou que irá construir 62 moradias para famílias de baixa renda que contém placas fotov
23/06/2017
A Itaipu Binacional inaugurou, em Foz do Iguaçu, no Paraná, uma unidade de demonstração de biogás e biometano. A planta é a primeira do Brasil que utiliza como matéria-prima
23/06/2017
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, propôs a instalação de painéis solares no muro que quer erguer na fronteira com o México para que a energia produzida ajude a fi
23/06/2017
O governo da Noruega informou nesta sexta-feira ao presidente Michel Temer, em visita ao país, que vai reduzir pela metade os recursos destinados a proteger a floresta amazônica
23/06/2017

Facebook

Twitter

655 people follow ecoguiabr
BRKAmbiental BRKAmbie eltonmartinsg12 eltonmar almontdobrasil almontdo SamuelRacional SamuelRa BrendoMarcio01 BrendoMa hidraluxoficial hidralux abgularte abgulart LuizRoncaglione LuizRonc thaniscastro thanisca carrosbaratos1 carrosba ovenenozo ovenenoz anabaganha anabagan

Google+