Petição do Greenpeace tenta impedir desmatamento na Floresta Amazônica

árvore queima

Por meio de duas Medidas Provisórias (MP) que tramitarão no Congresso Nacional, cerca de 600 mil hectares da Floresta Amazônica, localizados a Oeste do Pará, podem estar ameaçados e se tornar vulneráveis ao setores de agronegócio, mineração e exploração madeireira.

As MPs, aprovadas pelo Plenário da Câmara dos Deputados na noite de terça-feira, 16, são duas iniciativas que preveem a alteração dos limites atuais do Parque Nacional (PARNA) do Rio Novo, localizado nos municípios de Itaituba e Novo Progresso, e da Floresta Nacional (FLONA) do Jamanxim, localizada no município de Novo Progresso; e do Parque Nacional (PARNA) do Jamanxim, localizado nos municípios de Itaituba e Trairão, no Pará, da Área de Proteção Ambiental (APA) do Tapajós, localizada nos municípios de Itaituba, Jacareacanga, Novo Progresso e Trairão, no Pará.

A Medida Provisória referente a um trecho do PARNA e FLONA (MP 756/2016), tem como objetivo desmembrar parte de sua área para a criação de uma Área de Proteção (APA), o que fará com que cerca de 37% da Floresta Nacional se torne vulnerável e fique disponível para atividades que podem causar desmatamento.

Já a MP 758/2016, referente a outro trecho da área do PARNA, tem a ver com a passagem da Estrada de Ferro 170, também conhecida como Ferrogrão, que está em fase de construção, e tem como objetivo abrir espaço para suas obras.

Ferindo compromissos assumidos pelo Brasil sobre o clima e diversidade, e com prazo para término das votações para o dia 29 deste mês, as propostas já estão sofrendo com a represália de importantes organizações vinculadas às questões ambientais. É o caso do Greenpeace, por exemplo, que lançou a petição “Nenhuma Árvore a Menos” para mobilizar as pessoas contra as MPs. A ação faz parte do movimento #RESISTA, também da ONG.

Para se ter uma ideia, essas MPs, se aprovadas, podem desproteger uma área equivalente ao dobro do tamanho do Distrito Federal ou 1,5 milhão de campos de futebol. Vale destacar ainda que a autoria de ambas as medidas vem do atual presidente da república, Michel Temer, em conjunto da bancada ruralista.

Clique aqui para assinar e contribuir.

Fonte: Pensamento Verde

Comentários

Mais Lidas

Técnicas de plantio, manejo e colheita para estimular o cultivo e consumo de hortaliças. Esses conceitos são detalhados na cartilha Horta em Casa. A iniciativa é de profission
29/04/2015
Uma casa sustentável definida como ”padrão europeu” chamou a atenção dos moradores de Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul. A construção foi feita em apenas seis d
04/07/2016
A bioconstrução se baseia no princípio de que é possível construir tendo um impacto ambiental muito baixo. Para promover este conceito e apresentar técnicas práticas, o Mini
04/02/2016
Andar de bicicleta é uma tendência mundial. Pode reparar que esta aumentando o número de ciclistas, principalmente nas grandes cidades. E olha só esta novidade: uma ciclovia gi
16/12/2015

Ultimas Notícias

Garrafas de plástico são um grande problema ambiental. Elas são feitas do petróleo, que é uma fonte não renovável, requerem energia para sua produção e distribuição, e a
21/07/2017
Poucas técnicas seguem o conceito de reciclagem tão a fundo quanto a economia regenerativa. Isso porque, através dela, todo tipo de resíduo tem algum valor aproveitável mesmo
21/07/2017
O investimento global em energia totalizou US$ 1,7 trilhão em 2016, ou 2,2% do PIB mundial. Apesar de vultoso, o montante representou um declínio de 12% em relação ao ano anter
21/07/2017
“Rivalidade” vem do latim rivalis, ou “aquele que usa o mesmo rio que o outro”. Na raiz da antiga palavra espelham-se os conflitos do presente, onde países, comunidades ou
21/07/2017

Facebook

Twitter

661 people follow ecoguiabr
IngriddeFreit15 Ingridde somoslatribu_ somoslat gestor_fabio gestor_f dparroyo dparroyo EPSeReciclavel EPSeReci gui_am_ gui_am_ Mariaparreira Mariapar eltonmartinsg12 eltonmar almontdobrasil almontdo SamuelRacional SamuelRa BrendoMarcio01 BrendoMa hidraluxoficial hidralux

Google+